Localização da camada Pré-Sal

Localização da camada Pré-Sal
Camada Pré-Sal

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Impacto Ambiental X Extração do petróleo no Pré-Sal

Os impactos ambientais potenciais da indústria petrolífera são variados, sendo mais conhecidos da população aqueles associados aos vazamentos nos petroleiros e terminais de petróleo, que provocam a contaminação e degradação ambiental de mares e praias. Entretanto, outros impactos ambientais são inerentes à atividade, que pode provocar: alterações da qualidade da água e contaminação de sedimentos marítimos, interferência com rotas de migração e período reprodutivo de catáceos, quelônios, sirênios e grandes pelágicos; interferência em áreas coralíneas, manguezais e na atividade pesqueira artesanal.

“O principal problema que enfrentaremos será a transferência do monóxido de carbono retido na camada pré-sal por milhões de anos, em escala geológica, para a superfície.”





Jules Marcelo Rosa Soto, geógrafo e professor
da Universidade do Vale do Itajaí (Univali).
Em entrevista à Gazeta do Povo, o professor Soto, que é geógrafo doutorando em Zoologia Mari­nha e fundador e curador geral do Museu Oceanográfico Univali (Movi) e do Ecomuseu Univali (Ecou), ambos da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), fala sobre as perdas ambientais imensuráveis com a exploração em larga escala da camada pré-sal.

De imediato, o processo de exploração poderá abafar o nosso comprometimento com a busca e o aprimoramento de energias alternativas, que dependem inteiramente de alta tecnologia. Essa nova realidade influenciará as mais variadas esferas, mas, principalmente, a cabeça de nossos representantes políticos.


No decorrer da exploração, o principal problema que enfrentaremos será a transferência do monóxido de carbono retido na camada pré-sal por milhões de anos, em escala geológica, para a superfície. O que significa uma grande quantidade de carbono – principal responsável pelo aquecimento global – liberada na atmosfera em poucas décadas.

Além disso, os ecossistemas marinhos, em diversos locais, estarão em maior risco. A poluição gerada pela exploração do petróleo gera prejuízos à biodiversidade marítima, à pesca e ao turismo.

Certamente estas questões são bem maiores do que qualquer derrame massivo ou crônico no processo de exploração, causada pelas empresas petrolíferas.

Quando se fala em exploração petrolífera em alta escala não existe ecossistema privilegiado. O ambiente como um todo será impactado. As refinarias são em terra, os caminhões cruzam to­­das as estradas, os plásticos são espalhados pelos locais mais improváveis e o vento e as cor­­rentes passam por todo o planeta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário